sexta-feira, 21 de setembro de 2012

O Carrosel

Nesta semana choveu muito, temporal com direito a muitos raios e trovões. Na segunda, no final do dia ainda chuvoso, perguntei para o Téo como tinha sido na escola:

- E aí Téo, o que tu fez na escolinha hoje?
- Tinha um balhulho e a Pôfi Nádila disse que é o carrossel limpando a casa dele que tá muito suja.
- O quê? (Mamãe confusa tentando relacionar carrosséis com faxinas...)
- O carrossel Mamãe! Limpando a casa dele que tava muito, muito suja. Aí faz balhulho. Não precisa ficar com medo.
- Ah tá....
Fingi que entendi e fiquei queimando a mufa.... Encontramos com minha irmã e ele repetiu a história:
- Quando tá assim é que o carrossel tá limpando a casa Dinda.
Minha irmã se somou ao grupo dos "Não tô entendo nada".
Puxei mais conversa e finalmente entendi: Carrossel = Papai do Céu!!!
Família pouco católica é assim, o professora contou uma fábula pra explicar os trovões e o Téo simplesmente não tomou conhecimento do tal de papai do céu!!!
;-)

segunda-feira, 3 de setembro de 2012

2 anos e MEIO!!

Ontem o Teodoro completou 2 anos e meio (e só me dei conta agora!!!). É clichê, mas a pura realidade: passa muito rápido! Não faz muito que escrevi aqui sobre os primeiros passos do Téo e ele já sabe subir e descer de ônibus!

Talvez essa seja a maior delícia da maternidade: ver um outro ser humano descobrindo o mundo e adquirindo habilidades. O Teodoro não deixa de me surpreender nenhum dia sequer!!

Uma coisa que sempre me "assusta" é a memória dele. Esses dias ele viu um outdoor da Caminhada das Vitoriosas do IMAMA e disse: "Olha Mãe, igual a tua". A princípio não entendi e levei uns bons minutos pensando, e ele insistindo "Viu Mamãe, igual a tua". Sabe do que ele estava falando? Tenho uma camiseta dessa caminhada, que uso em casa!!! Juro, não tô brincando. O guri associou rapidamente as duas imagens!

Não quero parecer aquele tipo de mãe que acha o seu filho a criança mais genial do planeta, pois não sou. Acredito, do fundo do coração, que todas as crianças nascem com um potencial incrível e que somos nós (pais) os responsáveis pelo desenvolvimento delas. Eu não só acredito, trabalho para que isso aconteça. Posso dizer que direta ou indiretamente tudo o que o Téo sabe hoje fomos nós (eu + Papai) que ensinamos. E isso é tão, mas tão prazeroso que chega a doer! heheheheh

Vou dar dois exemplos.

O Teodoro sabe algumas letras, reconhece elas em todos os lugares possíveis. A letra T é a predileta, por motivos óbvios, mas tem o C de Cristiano, M de Mamãe, o A de Antônia (prima querida) e etc. A mais engraçada é o W de whisky: ele aprendeu no notebook do Bob Esponja, mas sempre fico pensando se quem ouve isso não pensa "Credo, devem obrigar essa pobre criança a servir bebida em casa" kkkkkkkk

O Teodoro sabe andar na rua sem "fugir", levamos ele ao supermercado, padaria, shopping e qualquer lugar sem problemas. Mas ele não se estressa? Sim, quando as compras no super demoram, por exemplo, ele fica impaciente e isso é normal, é o nosso sinal de ir pra casa. Mas nem por isso ele pode mexer nas coisas e dar piti.

Como ele sabe isso? Fomos nós que ensinamos! Ou seja, desde a coisa mais trivial, como andar na rua até as mais complexas, como ler, é em casa que a criança aprende. A escola tem papel importante (haja vista o que que foi o desfralde do Téo), mas o fundamental é que ele seja estimulado em casa.

É dessa forma que no auge dos 2 anos e meio do meu filhote que fico pasma com a rapidez da passagem do tempo e orgulhosa ao mesmo tempo, parece que tenho feito um bom trabalho!

;-)

Meu Galã!!!!

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Desfralde: COMPLETO!!

Meu filhote já não é mais um bebê, agora é oficial!

Já tinha mencionado aqui que mais ou menos desde abril estamos "desfraldando" o Téo. Aqueles que não têm filho podem até pensar "Nossa, que demora!", mas eu desencanei dessas coisas de tempo, e faz tempo.

Quando temos filhos descobrimos que as coisas tem um ciclo natural, nossa vida tem um ciclo próprio. E que a saúde está, entre outras coisas, em saber respeitar esses ciclos. Ainda no final do verão passado começamos a explicar para o Téo que o lugar de fazer xixi e cocô era no vaso, nunca impedimos ele de entrar no banheiro enquanto nós mesmo estávamos fazendo (no meu caso, especificamente, não faço nada "sozinha" desde que ele nasceu), e assim ele foi se aproximando do tema. Uma vez ou outra até perguntei: "Quer fazer xixi no vaso?" A resposta dele sempre foi não. E eu nunca insisti, de verdade.

Quando ele se interessou fizemos festa e tudo, mas sem exageros. Ele não precisa ganhar um presente por isso, faz parte do amadurecimento, ele tem que ser encorajado, não recompensado. Quando ele passou a não usar mais fraldas na escola também teve parabéns e comemoração, no mesmo sentido, e aí sim passei a perguntar mais vezes se ele não topava usar o vaso em casa também.

E a caminhada se seguiu. Na semana passada ele pediu, ele mesmo com suas palavras, pra dormir sem fraldinha: "Mamãe quero dormir de quéca [cueca]." Fiquei surpresa, disfarcei e concordei: "Certo, tu já é mocinho mesmo, não é?!". O fato é que faz meses que ele acorda com a fraldas sequinha. Seguia vestindo as fraldas nele para ir e voltar da escola, afinal é um caminho longo e ficava sempre preocupada em não ter um banheiro limpo no trajeto.

Mas, mais uma vez, as coisas correm naturalmente, e de dormir sem fraldas ao excluir completamente as fraldas da rotina foi um pulo!

Neste final de semana fizemos o teste final, fomos pra Osório e ele ficou o findi todo sem fraldas. Nenhum vazamento foi registrado e tudo correu as mil maravilhas! Na segunda banquei a ousada e propus pra ele: "Quem sabe hoje tu vai sem fraldinhas pra escola?", ele me respondeu confiante: "Shim, eu sou mocinho mamãe!". E lá fomos nós!

Ontem, nem mandei fraldas para a escola, a Prof. Isís nem estranhou e me entregou o tal "mocinho de cuecas". E ciclo se completou: ida e volta da escola sem fraldas, nenhum vazamento e a cara de felicidade do tal mocinho!!

E fica a dica para as mamães de primeira viagem: não vale a pena acelerar, tudo tem seu tempo!

segunda-feira, 13 de agosto de 2012

Guarda-chuvas

"Mamãe tira uma foto eu e o Pateta de garda-chuvas" [assim mesmo, no plural]

Seu desejo, uma ordem ;-)


quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Téo de Ferro!!

Mãe, quero um boneco do Homem de Ferro.
Pensei: não é melhor um Téo de Ferro?


Saí de casa escoltada hoje!

quarta-feira, 1 de agosto de 2012

Teodoro na TV!!!

Gente tô nervosa!
Hoje estreia a nova temporada do programa Show de Bebê no canal Bem Simples (Fox) e o Téo gravou participações em 3 episódios!!!
Obviamente, não informaram quais exatamente ele irá aparecer, mas faz duas semanas que a foto dele tá circulando na internet na divulgação da nova temporada do programa, olha só:



O Teodoro participou das gravações como figurante, e se comportou muito bem! Achei que ele ia estranhar a função de estúdio e gente estranha, mas foi bem tranquilo. Até porque o programa é voltado para crianças até 5 anos e tem no cenário um canto cheio de brinquedos, ele se divertiu a beça!

A foto aí de cima foi tirada na primeira participação dele, nesse mesmo episódio ele participou das cenas na cozinha, onde foi preparado um suco "saudável", pois a pauta era hábitos alimentares. Foi muito engraçado!

Antes de começar a gravação uma assistente de produção levou até o camarim uns copinhos de suco para as crianças provarem antes de gravar, melão com maçã. O Téo tomou tudo e ainda perguntou se tinha mais! Aprovado. Vamos ao estúdio. Mamãe zelosa aqui avisou a guria: "Olha, o suco tá bem grosso e esse copinho de bebê não rola, o Téo toma em copo normal se puder.". Ela agradeceu, mas tenho certeza que nem me ouviu.

No estúdios chega o momento: "Vamos ver se as crianças aprovam", diz a culinarista (que feio, não lembro o nome dela, apesar dela ter sido responsável pela fácil adaptação do Téo ao estúdio, juro a mulher tirou o sapato e rolou com ele no chão nos intervalos!!!)

A apresentadora e a nutricionista entram em cena com o Téo e a outra guriazinha no colo, sentado na bancada o Téo pega o suco e imediatamente diz: "não sai nada aqui, me dá o canudo!" Tudo isso enquanto a nutricionista tenta explicar as vantagens do suco!!!! Eu achei a coisa mais fofa, vamos ver se isso fica na edição!

Dedos cruzados hoje a noite pra ver se o Téo aparece, porque nas mídias sociais a equipe do programa tá aproveitando bem a carinha dele, olha ele aí no anúncio de uma promoção!!




Ilude-se quem acha que enriquecemos com tudo isso... até agora nada...

segunda-feira, 30 de julho de 2012

Desfralde parcial existe?

Minha tendência é dizer que sim, existe! E acontece na minha casa!

Mais ou menos em abril o Teodoro iniciou o processo de fazer xixi no vaso. Tudo começou  num dia que estávamos escovando os dentes para dormir e ele diz: "Quero fazer xixi aqui Mamãe" apontando para o vaso. Mamãe ansiosa no dia seguinte comprou um redutor para o vaso! (isso é um capítulo a parte: porque os redutores têm que ter cara de bicho, luzes, sons? Morri caminhando pra achar um que fosse apenas um redutor!!).

Nesse momento o Téo estava iniciando sua nova fase na turma do Maternal e o clima estava mais parecido com verão: tudo pronto! Momento propício! Na escola não levou uma semana para a Prof. Ísis me avisar: "Mamãe não precisa mais deixar fraldinhas na escola, o Téo faz xixi no vaso tranquilamente".

Mas em casa???

Nada. Nas tentativas que fizemos de deixar ele sem fraldas ele avisava já com xixi correndo pelas pernas! Então decidi que o melhor era levar ele no banheiro de tempos em tempos, mas daí entra meu momento @mãedemerda: quem disse que eu lembrava!!!! Até metade do dia funcionava, em seguida mamãezinha aqui se "divertia" com roupa pra lavar ou coisa que o valha e lá estava o Téo: "Mamãe, tô fazendo um xixizinho..." (exatamente assim que ele avisa!)

Moral da história: faz meses que o Téo não usa fraldas na escola, mas em casa segue um bebê.

Analisando friamente tenho que assumir a responsabilidade de não ter me dedicado com empenho ao assunto. Digo isso não somente porque é da natureza das mães se culpar, a prova veio neste final de semana, insisti um pouco, tive mais paciência e Teodoro usou o vaso pra fazer cocô. Simples assim. Aos primeiros sinais de que ele ia fazer, levei ele no banheiro, insisti um pouco, ofereci um gibi da Mônica e coloquei ele sentadinho no vaso e fez se o milagre!


O próximo passo é deixá-lo cada vez mais tempo em casa sem fraldas, mas sempre de olho né?

sexta-feira, 6 de julho de 2012

Basqueteiro equipado!

Demorou, mas conseguimos achar um tênis de basquete para nosso pequeno atleta! Afinal tínhamos que atender esse pedido do moço, e tá aí o resultado:


Chegou a encomenda e olha aê a cara de felicidade!!


















Pra quem ficou interessado, achamos esse na Netshoes.

segunda-feira, 25 de junho de 2012

Basqueteiro? Sim ou com certeza?

Final de semana agitado e a delícia foi o seguinte diálogo entre Teodoro e o Cristiano, que foi mais ou menos assim:

- Tu vai botar o tênis papai?
- Vou sim filho. O papai vai jogar basquete.
- A mamãe também tem tênis.
- O Téo também tem. Tu tá de tênis, filho.
- Não papai, o meu não é de basquete. O Téo não tem tênis de basquete.

Mamãe atrás de tênis de basquete número 23 em 4, 3, 2...

Brincadeiras a parte não canso de me surpreender com o quanto esse guri é ligado! A única diferença entre os nossos tênis é o tamanho do cano, ele rapidamente faz a distinção e lança: esses são tênis de basquete, esses não. Meu filhote já tá ficando mocinho! ;-)


segunda-feira, 28 de maio de 2012

Febre e paciência...

Na semana passada o Téo teve febre. Parece mentira, mas fazia alguns dias que esse era o assunto da lista de e-mails Parto Humanizado RS que participo. É um fórum de trocas de experiências muito legal, entrei enquanto fazia Yoga na Luz Materna e sigo contribuindo e acompanhando, em comum as mamães participantes têm um grande ímpeto de Maternagem Natural e Consciente.

Na semana anterior uma mamãe de primeira viagem escreveu aflita sobre o que fazer quando o bebê tem febre. Identificação imediata. A primeira vez que o Téo teve febre foi também bastante assustador. Mesmo sabendo que febre não é doença, é muito desconfortável ver seu pimpolho todo amuado...

Com o tempo se descobre que o melhor "remédio" para a febre é a paciência. Sim, minhas caras mamãezinhas, essa é a nossa eterna companheira em vários quesitos!

Na madrugada de segunda pra terça o Téo chamou e o Cris trouxe ele pra nossa cama, aí já notamos que ele tava meio febril. Primeira providência: sem cobertas. Quando acordei ele ainda tava meio "quentinho", mas nem usei o termômetro, ele acordou e conversou, mais preguiçoso que o normal, mas ainda sim vesti ele e fomos para a escola.

No caminho percebi que a temperatura tinha subido um pouco, mas ele ainda estava falante e caminhando normalmente. Segunda providência: passei no super e comprei água de coco. Porquê? Era questão de tempo pra ele ficar mais amuado e ficar sem vontade de comer e beber nada. Água de coco hidrata mais rápido que a água comum e o Téo adora. Uma pessoa com febre desidrata muito rápido, o que numa criança é bastante perigoso.

Deixei ele na escola sabendo que ia ter que dar o anti-térmico. Como assim "sabia"? Porque na escola (isso vale para qualquer escola) no momento da matrícula temos que deixar receita de anti-térmico. Em caso de febre, é a primeira providência possível num ambiente coletivo. Eu confesso que isso me angustia, e muito. No futuro vou organizar que o pediatra me dê atestado e se o Téo tiver febre fica em casa comigo.

Na escola além do anti-térmico o Téo ganhou um colinho, dormiu um soninho a mais e a febre cedeu. Mas logo voltou, e mais alta. Alerta. Ele precisava de um banho e chamego. Saí o mais cedo que pude do trabalho e fui pegá-lo.

Em casa iniciou o exercício de paciência: muita água, banho morno e colo. Essa foi a minha receita. Não é nada fácil. O Teodoro fica muito manhoso e dengoso quando tem febre, dar o remédio é de fato a solução mais rápida para ter o filhote serelepe de volta, mas não resolve.

Por que não resolve? Porque a febre é um sintoma de uma outra doença, ela não é uma doença em si. Ao insistirmos em "tratar" uma febre estamos muitas vezes mascarando um problema e impedindo a sua solução. Não sou médica e não vou aqui receitar nada, a intenção é forçar uma reflexão antes de aceitar entupir uma criança pequena com tylenol. Procure se acalmar e buscar as razões para a febre. Monitore o avanço da temperatura com banhos mornos (nada de banho frio! Risco eminente de convulsões!) e ligue para o seu médico de confiança. Resista ao "diagnóstico aproximal", ou seja, "da última vez que ele teve febre era bronquite, então vou dar o remédio que sobrou". Muitas doenças provocam a febre, ela é uma reação esperada e positiva do organismo, cada febre é uma febre.
E observe. Confie nos seus instintos e observe sua cria, você com certeza vai conseguir lembrar de mais uma ou duas coisas "anormais" dos últimos dias e poderá ajudar a descobrir o que ele tem.

No meu caso não cheguei a ligar para o Ruy, pediatra do Téo. No fim de semana anterior eu já tinha notado que o Téo tava com coriza e espirrando, e comecei a dar as gotinhas de própolis (uso uma tintura sem álcool diluída em água). Eu até já esperava que ele tivesse febre. Na última consulta que tive com o pediatra havíamos conversado também sobre febre, coriza e etc. Bastava que eu ficasse firme.

Como assim firme? Quem tem filhos sabe do que estou dizendo, para as futuras mamães que me leem agora aviso: ver o filhote doente, seja qual for o "mal", de arranhão no dedo a câncer, não é nada fácil. Sempre me lembro do meu pai segurando a minha mão enquanto um enfermeiro tirava uma bola de pus do meu pé: "Filha, se eu pudesse eu sentia a dor por ti". É isso mesmo, nosso primeiro desejo de mãe e pegar seja lá o que for que está incomodando nosso pitoco e sentir imediatamente no lugar dele. O segundo impulso é de resolver, já, agora, imediatamente.

Aí entra em cena, nossa já conhecida amiga, a paciência. Respire fundo, se acalme e pense. Busque informações que te deem segurança, leia, pergunte, ouça, veja. E só depois decida.

A febre do Téo só baixou no meio da madrugada seguinte, sem antitérmico. Não fiz nada em casa, dediquei a noite a dar colo, banho e água pra ele. Ofereci todas as delícias prediletas dele que eu tinha em casa, ele só beliscou uma banana. Aceitou suco e leite. E colo por tempo integral. Fiquei abraçada nele. O Cris chegou mais tarde e também trouxe a sua dose de chamego. E a febre foi cedendo.

Nessas horinhas que ficamos bem pertinho, notei que o hálito do Téo estava diferente, "cheiro de garganta", difícil de descrever. Numa das acordadas dele dei uma colherada de própolis e aproveite a colher pra espiar a goela do guri. Bingo! Toda vermelha e irritada, mas só de um lado. Liguei pra farmácia e pedi o Baryta Composta (aviso: mesmo que seja vendido sem receita, consulte seu médico!), a dose tive que seguir a da bula, porque quando falei com o Ruy sobre isso, basicamente comentamos a respeito... (erro anotado a ser corrigido na próxima consulta!!)

Pra deixar mais claro o meu ponto de vista, chegou a mim via lista também, um vídeo do Dr. Moisés Chencinski, pediatra homeopata, sobre a febre e outras dicas muito importantes sobre medicamentos e sintomas. Me identifiquei muito com as palavras dele, acho que vocês vão gostar também!




sexta-feira, 25 de maio de 2012

Foto de cara feia!


Hoje é aniver da minha querida "Ermã" Desirée, que vem a ser também a dinda do Téo.
Ainda no ônibus perguntei pro Téo se ele queria ligar pra Dinda pra dar parabéns. A resposta foi categórica: "Não.".
Não satisfeita apontei o celular pra carinha dele e disse:
- Então vamos tirar uma foto bem linda pra mandar pra Dinda!
- Não quero!
- Ah Téo, a dinda vai ficar feliz! (mamãe apelando..)
- Não quero, vou fazer uma cara feia!
E FEZ!
Tá aí o resultado: Feliz Aniversário Dinda com cara feia!

Que careta horrível, hein?!
;-)

terça-feira, 15 de maio de 2012

Dia das Mães!

Gosto de dia das mães, na verdade, gosto de dia das mães, dos pais, da vó, dos dindos e etc. Fora o apelo comercial acho legal parar um dia no ano e homenagear pessoas que nos são caras.
Este ano meu dia das mães teve um pouco de tudo, e eu amei!
Começou na sexta com a festa na escolinha:


Coisa querida homenagem no mural!!!


A ideia da escola foi muito boa, fizemos uma oficina juntos. Confeccionamos sachês de gesso, o Téo escolheu o formato de coração e eu fiquei encarregada de escolher a essência, que chamava "Provence".


 Olha aí meu pequeno artesão metendo a mão na massa!


Enquanto o gesso secava as mamães foram convidadas a degustar bolachinhas que os pequenos "fizeram" na aulinha de culinária. Eu fui servida como Rainha como vocês podem perceber nas fotos.



Passados alguns minutos o Téo já estava impaciente para dar a caixa que ele pintou de roxo especialmente para mim. Pelo menos entendi porque nas últimas semanas ele andava falando "Téo pintô de roxo" mil vezes!!

 Não só impaciente para me dar como para abrir!!! heheheheh

 Caixinha com cheirinhos, bombons e uma cartinha: kit completo. E logo depois um "Tchau mãe", não dá pra competir com uma sala cheia de brinquedos e amigos!!



























Depois disso ainda tentei tirar uma foto mais bacana com os presentes, mas não teve muito jeito não.... O bacana era brincar, e não posso culpá-lo!


No sábado fomos a Osório, visitar minhas matriarcas. Não preciso nem dizer que a Bisavó, também conhecida como Bi-bi, a Vó Emídia (que é minha tia) e a Vó Marta gostaram da presença falante do pequeno, né?
No domingo o almoço foi na casa do Vô Hércio, um churrasco daqueles!!!! (pausa Pop-Pai, tava com saudades do teu churras, tava MARA! despausa) O Téo pra variar tomou conta da festa e convocou até minha Tia-avó pra brincar com o Max Steel!!!


Tava tudo muito bom, um friozinho com sol e gente amada por perto.Chegando em casa ainda ganhei mais um presente:


A camiseta é o presente viu?! Essa coisinha fofa no "recheio" foi meu presente de 2010!! ;-)

Mas o melhor do findi foi a seguinte cena, protagonizada por ninguém menos que o "Seu Teodoro":

Entramos no carro logo na manhã de domingo, destino litoral. Saindo da garagem estava a nossa frente o Morro da Borússia cravado num horizonte azul de dar gosto, então Teodoro lança:
- Olha lá Mamãe, um brócoliu!!
- Aonde Téo?
- Lá Mamãe (dedinho apontando pro morro), um brócoliu bem gandão!!

AS MÃE PIRA DE AMOR!!!!

terça-feira, 8 de maio de 2012

terça-feira, 17 de abril de 2012

Quero "bócoliú"!!!

Esse vídeo é do mês passado, mas tive que filmar e agora compartilhar porque o Téo está realizando o sonho de muitas mães!!


Sim, ele genuinamente gosta de brócolis!
;-)

sábado, 7 de abril de 2012

Sou chique!

Figurino especial para o aniver do Vô Flávio
Sou chique!!

terça-feira, 3 de abril de 2012

Aparando a juba!!!

Desde de grávida tinha uma certeza: guri ou guria meu filhote teria lindo cachos ao vento!

Promessa cumprida, até agora o cabelo do Téo não havia sido cortado. Mas não teve jeito, tivemos que aparar...

O primeiro motivo foi o da manutenção, cabelos crespos são difíceis de lidar em qualquer idade, mas quando se tem 2 anos a "dor de pentear" beira a amputação sem anestesia! O Téo faz um berreiro sem tamanho pra tomar banho. O segundo motivo de certa forma também tem a ver com manutenção, a parte de trás começa a enrolar, tipo dread, e não "orna" com o restante.

Explicações dadas, como fazer?

A primeira opção foi recorrer a um salão que cortasse cabelos de crianças, cheguei a receber a indicação de um, mas como "crespa traumatizada" nem cheguei a ligar pra saber o preço. Arrumei uma tesoura, aproveitei a tarde ensolarada de sábado e eu mesma cortei!


Sente a minha técnica!!!

No dia nem parecia que eu tinha cortado:



Mas hoje, dois dias depois dá pra notar o estrago!!!!! kkkkkkkk



Ainda bem que meu filhote é lindo demais e consegue "superar" as loucuras de mamãe!



segunda-feira, 26 de março de 2012

Peripécias de Téo

Hoje cedo Teodoro ainda sonolento me pediu pra levar o boneco do Max Steel pra escola.

Ok, vamos lá.

Mamãe "lúdica" disse alegremente:

- Vamos pra escola Max Steel?

Teodoro responde prontamente:

- O Max Steel não fala mamãe!


TOMA!

;-)

quarta-feira, 21 de março de 2012

Testando limites: o tapa.

Terça, 20/03/2012, a primeira vez que o Teodoro agrediu alguém, no caso a mamãe.

Dizer que uma criança de 2 anos agrediu alguém parece muito forte pra ti? Bueno, foi isso que aconteceu. Um tapa, mesmo de uma mão tão pequenina é uma agressão. E confesso que fiquei perplexa.

Foi uma manhã tranquila como tantas outras, a única mudança é que tínhamos consulta marcada com o pediatra logo cedo. Teodoro que já estava informado do cronograma logo cedo já disse: "Nós vamos no Doitoi Rui mamãe?", sim, querido nós vamos.

A consulta foi tranquila, até mais do que a última. Comprovei "cientificamente" que avisar a criança do está por vir a deixa mais segura. O Téo sabia que íamos lá pra ver o dodói na virilha e prontamente mostrou ao Ruy onde estava o problema. Sem choros e ranger de dentes...

O "problema" se deu na volta. Saímos do consultório tranquilamente, atravessamos a rua e fomos para a parada de ônibus. Como estávamos numa zona movimentada resolvi pegar o Téo no colo pra descer as escadas do viaduto e tal, foi quando ele teve um ataque de fúria, começou dizendo que queria caminhar sozinho e me deu um tapa e uns beliscões.

Pausa dramática na minha vida.

Juro que fiquei atônita, foram os 5 segundos mais longos que vivi, imediatamente segurei as mãos dele e disse que não era pra dar tapa, nem na mamãe nem em ninguém! Chegando na parada coloquei ele no chão e o acesso de fúria continuou, ele ficou possesso! Deu tapa, chutou etc. Não tive dúvidas: coloquei ele de castigo ali mesmo. O ônibus já vinha chegando e deixei passar. Era hora de ter uma conversa com o pequeno.

Sentado na calçada ele dizia: "Mamãe é esse ôbi!". Não respondi, castigo é castigo.

Nos 2 ou 3 minutos do castigo do Téo pensava: onde foi parar o meu bebê!!!!!!!!!!

Ambos havíamos nos acalmado, me abaixei e expliquei pra ele: "A Mamãe dá tapa em ti?", "Não", "Então! A Mamãe não quer que tu dê tapa em ninguém, isso machuca."

Assunto encerrado, pedido de desculpas feito, subimos no ônibus e seguimos o caminho.

O que fica disso tudo? Paciência, muita paciência. Os "terrible two" estão chegando! O Teodoro foi e é uma criança tranquila, sabia que mais cedo ou mais tarde ele iria ter alguns ataques desses. Acho que faz parte do amadurecimento dele. Como sabemos descobrimos um limite? Testando. Acho que o meu papel é orientar. No caso do tapa ele tem que saber que isso não se pode fazer porque machuca outra pessoa, fere, dói.

Esse com certeza foi o primeiro de muitos testes que o Teodoro vai me fazer, será que vou passar????

quarta-feira, 7 de março de 2012

Teodoro ano 2

Chegada a hora de comemorar o segundo aniversário do Teodoro!
Mamãe aqui fica mais contente que o aniversariante, adoro festas!
Escolhemos um tema óbvio: Galinha Pintadinha. Ela faz parte da nossa vida há mais de um ano, quando o Téo ganhou/roubou da Vó Zilá o dvd (o número 2, mas quem se importa). Desde então, o pescoço da Girafa, a loja do mestre André e principalmente o pópópó-pópó-pópóóóó não sai mais de nossas mentes e corações!!!!
Neste ano fizemos duas festinhas, uma na escola e outra em casa. Diferente do ano passado, o Téo tem bastante amigos na escola e achamos importante que ele comemorasse junto a eles.
Então no dia mesmo do aniver, sexta 02/03, fizemos a festinha na escola, e o tema não poderia ser outro...



Aqui com a Prof. Celi e as amigas Angelina e Maria Eduarda.

Com as amigas e a Prof. Maiéle

Faltou apenas a grande amiga Antonela, que estava de férias.

 Abraço apertado na Dudinha, que tava numa animação!!!

Abraço no amigo Ricardinho, que já é mocinho e esse ano tá no Maternal

Obviamente a bagunça foi liberada na escolinha especialmente pra festinha, e todos adoraram!!


Em casa a festa foi no sábado e também uma decoração da nossa amiga "cheia de pintinhas":



Nesse ano Mamãe se deu ao luxo de não fazer nadinha! Alugamos a decoração, encomendei os salgados e doces com entrega em casa. Resultado: estava bem descansada!! E não pensem que gastei muito mais do que se tivesse feito as coisas, comparei com o ano passado (veja aqui) e a diferença foi de centavos! Então fica a dica pras mamães: pesquisem, se você não é do tipo mega-prendada-mestre em EVA vale a pena!

No mais a festa teve tudo que precisava para ser um sucesso: Teodoro animado, família e amigos queridos! Olha só ele chegando de "moto":


Sim, ele está usando uma peça de um jogo de montar como capacete, quem sou pra bloquear o ímpeto criativo do guri???

Agradecemos a todos os amigos presentes!

quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

A folia de Momo!!

Sou suspeita pra falar de Carnaval: adoro! Quando mais nova saía em escola de samba e tudo (abafa que era no interior do RS, deixa o pessoal pensar que era na Mangueira!!)

neste ano o Teodoro participou intensamente da nossa programação. Passamos o Carnaval em Atlântida Sul, praia pacata do Litoral Norte aqui do RS, um "carnaval familiar" se é que isso existe heheheh

Fato é: o Téo foi "fardado" com a camiseta do Bloco e nos dois dias de folia dançou bastante, considerando a idade dele é claro! Saíamos da nossa concentração perto da meia-noite, na ida ele ia fazendo algazarra na rua e dançando, na volta, já atrás do trio ele chegou a dançar uma ou duas músicas, depois pedia colo e em seguida dormia.

De qualquer forma acho que foi divertido pra ele, sem forçar a barra e obrigar ele a ficar a noite toda acordado, pra isso acionamos a Vovó Marta que voltava pra casa com ele pra gente poder seguir a festa (abraço Mami!!!).

Mas melhor que descrever e mostrar algumas fotos:


 Pronto para a folia!!!


Galera pronta!!!

Ida para a concentração, nesse dia era o Bloco Os Intrusos.

Animação em família!

Olha aê a empolgação do rapaz!


Acabou a bateria Mamãe!!!

;-)

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Começa a carreira de Teodoro!

Hoje cedo levei o Téo no primeiro teste marcado pela agência de modelos. Ah! Não havia comentado aqui, né? Pois é, fizemos o cadastro do Téo na agência Guri e Guria - Casting Infantil, é a mesma que a Antônia, prima do Téo, já fez alguns trabalhos, então foi bem indicada.

Na sexta recebemos e-mail convidando pro teste. Logo cedo na manhã de segunda, confirmei a presença do Téo. Chegada a segunda, lá fomos nós. Foi muita sorte: um horário "humano" (das 9hs às 11hs) e num local no meio do caminho que fazemos habitualmente para ir a escola. Até aí tudo beleza. A grande questão era saber se o Téo iria se "comportar" no teste.

Minha preocupação maior era do Téo "estranhar" o clima todo: fotógrafo, luzes, fundo branco. Para cadastro na agência, por conta da pouca idade dele, pudemos levar fotos caseiras, ainda não fizemos um book, então não sabia como seria.

Estão curiosos? hehehehe

O Téo se deu super bem! Era para uma campanha de verão então deram pra ele vestir uma sunga e uns chinelos, ele imediatamente perguntou: "Nós vamos na praia mamãe? Bota o biquíni Mamãe!"

Na frente do fotógrafo fez posse e "sorriso de foto", foram poucos cliques, mas mamãe aqui já ficou orgulhosa! Se ele vai fazer ou não a propaganda pouco importa!!!

;-)


quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

Férias!!!

Verão, tempo de férias!!!

Eu consigo sempre tirar férias no verão, e no ano passado já tinha curtido uma praia com o Teodoro. Mas esse ano foi especial pois pudemos contar com a ilustre companhia de Papai, "o homem que nunca tira férias" heheheh

Brincadeirinhas a parte, foi um período muito proveitoso. O Téo anda cada vez mais esperto e a poder brincar com o priminhos por 15 dias seguidos foi ouro! Mas chega de blábláblá, vamos as fotos!!

 
Teve praia com os primos, na foto a estilosa Antônia e seu óculos cor-de-rosa!

Bolacha Maria a milanesa: o cardápio da beira mar!


Chimas, afinal somos gaúchos e não temos medo de água quente!!

Descanso: uma leitura antes de dormir pra relaxar....

Dia de passeio noturno: crepe triplo, um clássico de Tramandaí, e uns "pulinhos" no cavalinho.


Teve duplinha destruindo corações na beira mar: QUE LINDOS!!!!

Mamãe corujando e tirando fotos pra se exibir no twitter!



Tem como resistir? Babo mesmo!!!





E o mais importante: a praia tinha "nós" e isso não tem preço!!!

Que venha o verão 2013!!