sábado, 20 de março de 2010

O Pai do Teodoro

O Teodoro nasceu no dia que o Cris completou 32 anos. No dia anterior eu havia escrito um post para esse blog para dar os parabéns pra ele, quiz a natureza que eu o presenteasse de outra forma, mas resolvi postar o texto mesmo assim, pois agora mais do que nunca sinto vontade de homenagear aquele que desde o dia 02/03/2010 não é mais simplesmente o Cristiano (ou SPK ;-), é o "Pai do Teodoro".

----------------------------------------------------------------------------------

Hoje é aniversário de uma pessoa muito especial e resolvi dedicar um post a ela: o pai do Teodoro, também conhecido como Cristiano (ou SPK ;-).
Faço isso não só porque é aniversário, mas principalmente porque além do seu papel fundamental na “concepção” do Téo o Cris tem sido imprescindível e incrível durante toda essa nossa caminhada, e também porque ele tem se tornado cada vez mais fundamental na minha vida, e tenho certeza que também será na vida do pequeno Teodoro.

Bueno, que o Cris é o amor da minha vida todo mundo já sabe, mas porquê ele é o amor da minha vida é difícil de precisar.

Talvez seja porque ele me olha com doçura e me chama de “Cotoca”.
Talvez seja porque me faz rir.
Talvez seja porque sempre faz uma comidinha gostosa pra mim.
Talvez seja porque ele me vê quando acordo, toda amassada e descabelada, me olha no olhos e não corre!
Talvez seja porque passados 6 anos ainda olho pra ele e sinto um calafrio na espinha.
Talvez seja porque ele sempre briga jogando basquete.
Talvez seja porque ele me ensinou a ser mais gentil com as pessoas.
Talvez seja porque ele é gentil com todos, sempre.
Talvez seja porque ele é bonito.
Talvez seja porque ele não é perfeito, sabe que não é, tenta sempre melhorar e não cobra a perfeição de ninguém.
Talvez seja porque ele é bagunçado, insiste em não colocar as roupas no armário e isso me deixa furiosa.
Talvez seja porque ele tenha me ensinado a pedir desculpas (pelo menos vem tentando).
Talvez seja porque ele fica furioso no trânsito.
Talvez seja porque ele nunca me deixa andar perto do cordão da calçada.
Talvez seja porque ele me ama.
Talvez seja porque ele é mais alto do que eu ;-)

No dia em que ele completa 32 anos eu queria poder dizer o quanto esses últimos 6 foram importantes pra mim, mas não sei se conseguiria... nessa lembrei de uma música que eu poderia ter escrito pra ele, ouça e se inspire.





Eu te amo Cris, hoje e sempre.

Um comentário:

Spk disse...

Uia, se puxou hein Cotoca, me emocionei. Me restam apenas algumas considerações ínfimas:

1º - Na verdade eu agora sou só "pai do Teodoro", pois Cristiano, Cris, Spk, Tano, ninguém nem lembra mais (e com razão, pois olhando aquelas bochechas até eu esqueço de mim) ;o)

2º - eu não brigo no trânsito, só fico um tanto quanto stressado quando as pessoas não usam o pisca; ou quando usam o pisca-alerta com o carro em movimento; ou quando me cortam a frente abruptamente para dobrar na próxima esquina; ou... :P

3º - Eu não brigo "sempre" jogando basquete.
.
.
.
Tá eu brigo sempre, mas não é por qualquer motivo.
.
.
.
Ok, ok, os motivos são bestas, mas o importante é que tu continue me amando ;o) (Como diz a Críssia, o "evangelhizador das quadras" hauhauha).

4º - Te amo mais que tudo minha Cotoquinha. Ok, talvez não mais que o Téo, hehehe ;o)